Pesquisar este blog

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Língua de Trapo - Fotos ao Vivo 1979

Língua de Trapo

Fotos ao Vivo - 1979 



Semente primordial do Língua de Trapo, eis uma foto ao vivo do chamado "Grupo de Música e Poesia" que reuniu-se para uma exibição musical / literária numa sala de aula da Faculdade de jornalismo Cásper Líbero, onde todos eram alunos, com minha exceção, Luiz Domingues, que ainda era estudante secundarista nessa ocasião. 25 de junho de 1979, estou encoberto nessa foto, no lado esquerdo da foto. Portanto, dentro do quadro, da esquerda para a direita : Paulo Estevam Andrade; Guca Domenico; Saulo; Pituco Freitas (em pé); Nilma e Laert Sarrumor. Acervo de Rivaldo Novaes


Foto da mesma apresentação citada acima. Laert Sarrumor em destaque. Acervo de Rivaldo Novaes

Mais fotos mostrando as atividades culturais para receber os calouro do segundo semestre de 1980. Estou na segunda foto desse mosaico, tocando baixo ao lado do Guca Domenico (violão) e no canto esquerdo, Fernando Marconi toca bongô, enquanto os vocalistas Pituco Freitas e Nilma, entreolham-se, Fotos de Homero Sergio Moura




Mesma apresentação citada acima, finalmente eu apareço no enquadramento da foto...da esquerda para a direita : Luiz Domingues; Paulo Estevam Andrade; Guca Domenico (semi encoberto); Saulo e Nilma (semi encoberta). O braço do violão no canto inferior provavelmente devia estar sendo tocado por Pituco Freitas. Acervo de Rivaldo Novaes.


Segundo Recital de Música e Poesia da Faculdade Cásper Líbero. Em outra sala de aulas, desta feita o objetivo era recepcionar os novos calouros ingressos na Faculdade, no segundo semestre de 1979. Manhã de 6 de agosto de 1979. Da esquerda para a direita : Nilma (encoberta); Luiz Domingues; Guca Domenico; Paulo Estevam Andrade e Laert Sarrumor (em pé). Acervo de Homero Sergio Moura.



6 de agosto de 1979. Da esquerda para a direita : Luiz Domingues (não estou dormindo... apenas esperando minha vez de tocar...); Laert Sarrumor; Guca Domenico e Paulo Estevam Andrade. Super emblemática a presença de Lizoel Costa (primeiro em pé a esquerda, encostado no batente da porta), que era um calouro chegando à Faculdade naquele dia, mas em questão de dias já estaria incorporado ao grupo como violonista / guitarrista, e seria no futuro, membro oficial do Língua de Trapo em sua formação clássica. Acervo de Rivaldo Novaes.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário